NOSSOS SERVIÇOS PARA ATENDIMENTO À NBR 15575

85393-afinal-o-que-e-norma-de-desempenho
PROJETO E OBRA

 

Em vigor desde julho de 2013, a norma ABNT NBR 15.575 – Edificações habitacionais – Desempenho representa um marco regulatório para a construção civil brasileira.

Alguns empreendimentos, ainda que enquadrados no prazo de vigência da Norma, não foram ajustados para atendimento aos seus critérios. Independente dos motivos, sejam eles de ordem estratégica, falta de diretrizes e/ ou definições de projeto, atender à NBR 15.575 é uma obrigação de toda a cadeia produtiva da construção civil.

A análise criteriosa dos projetos pode antecipar problemas que somente seriam identificados depois da ocupação dos imóveis. A verificação da conformidade, além de possibilitar a adequação dos projetos, permite mensurar os riscos no caso de situações irreversíveis.

A interface entre as áreas de projeto e obra é imprescindível para a garantia do atendimento à NBR 15.575. O intervalo de tempo entre as duas fases não pode prejudicar a qualidade do produto devido à falta de observação do projeto.

  • Análise e diagnóstico dos projetos em todas as etapas do empreendimento quanto ao atendimento à NBR 15.575;

  • Análise do Projeto Executivo e suporte à obra quanto ao atendimento à NBR 15.575.

 

dire.JPG
DIRETRIZES DE PROJETO

 

DIRETRIZ: São linhas que definem e regulam um traçado ou um caminho a seguir.

​O primeiro passo para garantia do atendimento à NBR 15.575 vem do seu responsável maior, ou seja, o Incorporador. Essa premissa, sugere fortemente que os dados de entrada do empreendimento serão a chave para o desempenho da habitação. Além dos levantamentos, relatórios e medições, é importante definir diretrizes claras para os projetos dos principais sistemas que compõem a edificação.

Alguns critérios de desempenho podem ser comprovados a partir da análise dos projetos. Definir diretrizes, voltadas para o atendimento à NBR 15.575 na concepção do produto, garante que as informações dos Projetos de Produção sejam evidência suficiente para a comprovação do desempenho desejado.

O projeto, enquanto documento de comprovação, deve apresentar todos os dados necessários para aferição do atendimento à NBR15.575. Quanto mais detalhadas as diretrizes da empresa, maior será assertividade do projeto em relação aos requisitos da norma.

Mitigar os erros e evitar o retrabalho são sinônimos de economia. Além disso, são fatores importantes para a garantia do desempenho.

  • ​Elaboração de diretrizes de Projeto para atendimento NBR 15.575;

  • Análise do sistema construtivo adotado pela empresa para consolidação das diretrizes de projeto de acordo com os critérios da NBR 15.575;

  • Adaptação das diretrizes construtivas da empresa para atendimento NBR 15.575.

images (3).jpg
ARQUIVO DE EVIDÊNCIAS

 

Ainda que, empresas que produzem com qualidade, atendam aos critérios da NBR 15.575 nas diversas etapas do Ciclo do Empreendimento, é necessária a comprovação da qualidade do produto por meio da realização de ensaios, testes e medições, além de um cuidado especial na fase de projeto para definir soluções adequadas aos anseios dos clientes.

O Incorporador deve estar atento à necessidade de evidenciar o atendimento a cada um dos requisitos da NBR 15.575. A natureza desses documentos, além de muito diversificada, perpassa todas as etapas do empreendimento, desde a prospecção do terreno até a entrega da obra.

As empresas podem ser solicitadas a provar que a solução entregue atende aos critérios prescritos, para tal, o controle, organização e gestão do arquivo de evidências é fundamental.

  • Levantamento e organização das evidências geradas durante a execução do projeto e da obra;

  • Validação dos documentos comprobatórios do atendimento à NBR 15.575;

  • Formatação do arquivo de evidências físico ou digital da empresa;

  • Treinamento da equipe interna para gestão do arquivo de evidências.

treino2.jpg
TREINAMENTOS

 

O planejamento do Ciclo do Empreendimento organiza as etapas e atividades do projeto em uma cadeia sequencial e lógica, linear no tempo.

Já a organização da NBR 15.575, diferente do senso comum, não segue a cronologia do projeto. Cada parte da norma foi organizada por elementos da construção (sistemas) percorrendo uma sequência de exigências (requisitos dos usuários) de segurança, habitabilidade e sustentabilidade.

Todas a equipes envolvidas no empreendimento precisam ser ativas na aplicação da Norma de Desempenho. Devem incorporar no seu fluxo os itens pertinentes à etapa do Projeto sob sua gestão. A capacitação dos profissionais irá aumentar a adesão à cultura de maior qualidade das edificações e melhorar o resultado da empresa.

  • ​Treinamentos “in company” para nivelar o entendimento de todas a equipes envolvidas no Ciclo do Empreendimento sobre Norma de Desempenho;

  • ​Treinamento para arquitetos e organização do arquivo de evidências de desempenho do Projeto de Arquitetura.